Guia de Motéis do Butanta e Raposo Tavares



Guia de Moteis
 
Guia de Motéis
  Guia de Motel
  Black Horse Motel
  Magnata Motel
  Motel Chalé
  Motel Colina
  Motel Bariloche
  Motel Belle
  Motel Ego
  Motel Fox Trot
  Motel Free Love
  Motel Harmony
  Motel Lamour
  Motel Momentos
  Motel Red Fox
  Motel Raposo
  Motel Scort
  Motel Super Star
  Motel Tamathan
  Motel Times
  Motel Tropical
  Pop Motel
  Sedutti Motel
  Vianna Castelo
Guia de Drive in
  Drive-in Texas
  Drive-in Chega Mais
  Drive-in Tocha
Guia de Hotel
  Guia de Hotéis
 SexShop no Butantã
 
..Anuncie Aqui
 
..Fale Conosco
««« Voltar para Página Inicial

Imagem: Fabio Tadeu
Dicas para melhorar seu desempenho

Falar de sexo é complicado. Fazer, então, nem se fala... é uma tal conjunção de quesitos – preocupação com a performance, estudo da luz para saber se as celulites estão sendo reveladas, tentativa de evitar -

- certas posições para que os pneuzinhos pareçam menos calibrados e, além de tudo isso, gozar que, se não fosse uma necessidade fisiológica, muita gente já teria desistido da prática. Pode parecer incrível, mas não é que a gente consegue? E o melhor: algumas vezes ainda em sintonia com o outro.

Chegar ao orgasmo, para muitas mulheres, não é uma coisa corriqueira. No entanto, quase todas têm seus dias de glória, e o parceiro, os merecidos louros dessa conquista. E a tarefa às vezes é tão bem desempenhada que, apesar de raro, o casal até consegue sintonizar esse momento tão esperado do sexo. “Eu só consigo gozar estimulada no clitóris. Então, gozar junto com o cara é uma missão praticamente impossível. Só que uma vez aconteceu por uma conjunção de fatores: ele já tinha me chupado e continuou mantendo o estímulo com o dedo depois da penetração. Rolava um filme de sacanagem na televisão, o que fez com que ele também estivesse em ponto de bala, foi dar duas bombadas para gozarmos juntos”, conta a advogada Fabiana Rezende.

Gozar na mesma fração de segundos do parceiro é realmente uma bruta e feliz coincidência. Só que em alguns casos essa sincronia é questão de muita força de vontade. “Eu consigo me controlar para gozar na mesma hora em que a mulher. Mas só faço isso com quem eu esteja envolvido, porque não tem sentido ficar preocupado com isso com uma pessoa que só estou transando”, diz o webdesigner Rodrigo Peçanha. Para a sexóloga Glene Faria, ter o momento do orgasmo em comum é, na maioria das vezes, fruto do autocontrole masculino. “Isso faz bem ao ego do homem, porque dá uma sensação de poder mostrar que tem controle da situação. Mas chegar ao orgasmo junto é muito raro para a maioria dos casais”, revela Glene.

E quando o homem é dotado desse poder, a transa pode se tornar uma verdadeira maratona sexual e com o pódio para os dois no final. “Meu namorado possui algumas técnicas apuradas para atrasar a gozada, como tirar e ficar dando beijinhos lá. Para mim é ótimo porque gozo, no mínimo, duas vezes. Quando ele tá vendo que não vai mais agüentar, aproveita o meu segundo ou terceiro orgasmo para se soltar. Ele diz que faz isso pra me dar mais prazer e olha que está cumprindo direitinho o serviço”, comenta a assessora de imprensa Catarina Aguiar. Mas nunca ter conseguido sincronizar o cronômetro orgásmico não representa falta de sorte ou de qualidade na transa. “Nunca tive esse evento de gozar junto. Deve ser legal, mas não me sinto perdendo nada. Sexo é uma coisa que tem tanta variação que isso não faz muita diferença. O importante é gozar, seja lá como for”, acredita a bióloga Jaqueline Fragoso.

A sexóloga Glene Faria alerta que o mais importante numa relação sexual não é a sintonia do orgasmo, mas sim a sintonia do casal. “A sintonia tem que estar na sexualidade do casal e não no momento do orgasmo. Isso não deve ser um objetivo, senão pode até atrapalhar o ato em si, gerando ansiedade na mulher e insatisfação no homem que não consegue fazer isso”, diz ela, acrescentando que quem deseja prolongar a relação demorando mais para atingir o orgasmo, mesmo que em momentos distintos, pode conseguir pela prática do Tantra. “O Tantra ensina ao homem a segurar a ejaculação. Nessa filosofia o mais importante é compartilhar o ato sexual, porque é durante ele que acontece a troca de energia. O orgasmo é apenas um finalizador do ato e não seu objetivo”, revela. O que homens e mulheres devem saber é que durante o sexo diversos fatores são tão importantes quanto o orgasmo. Senão, antes gozar sozinha do que mal acompanhada.

Agradecimentos:

Glene Faria – sexóloga
Tel: (11) 5539 6310

Fonte: www.bolsademulher.com


««« Voltar para Página Inicial

Siga o Guia de Motéis no Twitter
Siga o Guia de Motéis no Facebook
Guia de motéis no Google+
Fundação Pró-Sangue

.............................

Use Sempre

.............................

 

Você conhece este motel ?

 


..............................................................................
Este site faz parte do
Guia de São Paulo : ENCONTRASP
-> Acesse www.encontrasp.com.br
..............................................................................