Grupo Escoteiro Raposo Tavares

O Grupo Escoteiro Raposo Tavares  é uma entidade sem fins lucrativos de cunho educacional que por meio de atividades variadas e atraentes.

O Grupo incentiva os jovens a assumirem seu próprio desenvolvimento e envolverem se com a comunidade formando verdadeiros líderes. Recebemos Jovens de 7 a 100 anos!

A filosofia é que por meio da pro atividade e da preocupação com o próximo e com o meio ambiente, é possível formar jovens engajados em construir um mundo melhor, mais justo e mais fraterno.

grupo-de-escoteiros-raposo-tavares-no-butanta


Sobre Grupo Escoteiro Raposo Tavares no Butantã

Em 1980 alguns amigos acalentavam a ideia de formar um novo Grupo Escoteiro, dando assim oportunidade a um maior numero de crianças de terem um local onde pudessem. A ideia era unir o útil ao agradável, ter momentos de lazer, aprendendo a ser bons cidadãos.

Foi com este espírito que, em sucessivas reuniões, esse grupo de amigos resolveu dar vida a esse sonho e partiram para a realização do mesmo.

Foram procurar o Prefeito de São Paulo, que nessa ocasião era o Sr. Reinaldo de Barros, no governo itinerante instalado no dia 26 de abril de 180 na Administração Regional do Butantã. Estiveram presentes os Chefes Armando, Alberto, Luiz e João Batista, os lobinhos Kledson e Luiz Otávio e os escoteiro Kleber e Paulo Henrique.

Foi feito um oficio dirigido ao prefeito e levando os nomes de Armando Vasconcelos de Souza Leão (que viria a ser o Chefe do Grupo) e de Alberto Sonesso Jr. (futuro Chefe da Tropa Escoteira) pedindo licença para a utilização de uma área no Parque Previdência onde seria a sede do Grupo tão sonhado.

Através do Prefeito, Armando e Alberto conheceram o secretáio de Obras, Dr. Paulo Gomes Machado, que gostou muito da idéia da formação de um novo Grupo Escoteiro no Parque Previdência e encaminhou o oficio ao Dr. Bataglini, Diretor do DEPAVE (Departamento de Parques e Áreas Verdes) de São Paulo que ficou de dar um resposta em breve.

Passada uma semana, o suspense era grande, pois havia a possibilidade de uma resposta negativa.

grupo-escoteiros-raposo-tavares-turma

No dia 6 de Maio, Luiz Eduardo Mingione (que viria a ser Sub-Chefe de Grupo) telefonou para o Dr. Bataglini para saber a resposta, que , para alegria de todos, era positiva. Disse que poderia ser utilizada uma área do Parque Previdência, área essa que seria indicada por ele num encontro marcado para o dia 9 de Maio.

No dia 9 de Maio, pela manhã, no Parque Previdência, Armando Vasconcelo Souza Leão, Sélika Vascincelo Souza Leão e Luiz Eduardo Mingione estavam aguardando a chegada do Dr. Bataglini, que chegou às 10 horas e 20 minutos. Seguiram todos em direção a um prédio onde funcionou uma antiga estação de tratamento de águas, já desativada na ocasião.

Era um prédio de três andares, com um grande terraço em cima. Logo à entrada, um salão enorme, muito suja, com escritos por todas as paredes, sem portas, com grandes janelas sem vidros. Muito entulho espalhado por todos os cantos.

“Ali seria a nossa sede!”

Foram trocadas algumas idéias com o Dr. Bataglini sobre a melhoria dolocal e foi feito o convite, através do Sr. Armando, para que ele fizesse parte da Comissão Executiva que viria a ser formada. O convite foi aceito e, com agradecimentos, todos se despediram.

A noite, no mesmo dia, numa reunião em casa de Armando e Selika, foi relatado aos demais o ocorrido, trazendo assim alegria e satisfação para todos. O primeiro passo de uma longa caminhada havia sido dado.

Na ocasião foram discutidas a documentação a ser enviada para a UEB (União dos Escoteiros do Brasil) para que o Grupo pudesse ser aberto e também as nossas idéias sobre dor do lenço, bandeira e nome do Grupo.

A partir daí, começou toda a correria com a documentação para que o Grupo pudesse, o mais breve possível entrar em atividade. Foi formada a comissão executiva e comissão técnica do Grupo Escoteiro Raposo Tavares.

A documentação foi entregue na UEB, no dia 15 de Maio de 1980, pelos chefes Armando e Luiz Eduardo que, aproveitando a ocasião, foram conversar com o Chefe Kaol, Comissário Regional na ocasião, que recebeu com satisfação a idéia da formação do nosso Grupo (também ele pretendia formar um grupo escoteiro no Parque Previdência).

desfile-escoteiros

Houve apenar um pequeno imprevisto: a ata precisava ser analisada de acordo com o novo estatuto da UEB.

O Comissário os parabenizou pelo entusiasmo contagiante e falou dos prós e contras da formação de um grupo escoteiro. Com alguns conselhos, deu seus cumprimentos e prometeu uma breve visita ao local.

Sábado, dia 17 de Maio: Mutirão para uma limpeza geral na sede. A primeira visita a ser recebida foi do Comissário Regional, o Chefe Kaol, visita esta um tanto inesperada.

Dia 18 de Maio: Chefes Armando, Luiz Eduardo e Alberto deram uma nova aparência à sede, lavando todas as dependências do prédio.

23 de Maio: ficaram todos muito animados, pois o Chefe Armando trouxe o certificado provisório. Mais um passo. Logo, logo estariam em atividade.



No dia 24 de Maio, foi iniciada a pintura da sede com a ajuda de um profissional e ex-escoteiro que Luiz (Icaro), o que acelerou os trabalhos.

Dia 31 de Maio: foi feito uma porta, que deu muito trabalho, mas que valeu a pena.

Dia 1º de Junho de 1980: preenchida a ficha de dois irmãos para serem lobinhos.

Dia 3 de Junho: entrando em contato com o Sr. Bataglini, o Chefe Luiz Eduardo obteve a informação de que o processo de autorização estava na Secretária de Obras,sob o número 6100442/80, aguardando a apreciação do secretário de Obras, Dr. Paulo Gomes Machado. Foi marcada uma reunião com o Dr. Paulo para o dia 9 de Junho, às 15 horas. Na ocasião, foram apresentados os nossos agradecimentos e a solicitação para uma possível ajuda na reforma do prédio.

Dia 5 de Junho: Para surpresa de todos ao chegarem na sede, o lugar que havia sido destinado para a alcatéia estava fechado para se transformar em alojamento dos funcionários do Parque.

Dia 9 de Junho, segunda-feira, 15 horas: Chefes Luiz Eduardo, Alberto e Armando chegaram à Secretaria de Obras, onde estavam sendo esperados pelo Secretário, Dr. Paulo Gomes Machado. Muito bem recebidos, trocaram algumas idéias e solicitaram materiais para poder continuar a reforma. Ele deu todo o apoio e nos encaminhou ao Dr. Bataglini no DEPAVE.

As 17 horas, chegaram ao DEPAVE e foram recebidos pelo Dr. Bataglini. Entre outras coisas, foi solicitada uma escrivaninha e o Dr. Bataglini conseguiu duas escrivaninhas, um armário e duas cadeiras, ficando também de enviar todo o material necessário como janelas, vidros, portas, cimento, areia, tintas e etc , assim como a ida de um engenheiro para nos orientar na reforma.

Conversaram algum tempo e saíram bastante satisfeitos devido ao apoio encontrado.

Para encerrar o dia com chave de ouro, receberam a noticia de que o Major do Corpo de Bombeiros, amigo do Chefe Armando, havia conseguido 15 barracas para duas pessoas, uma barraca para 20 pessoas e 20 mochilas desativadas do patrimônio da PM.

A inauguração ficou marcada para o dia 21 de Junho de 1980 e convidados já haviam sido o Sr. Secretário de Obras, Dr. Paulo e o Diretor do DEPAVE, Dr. Bataglini, que ficaram de comparecer. Outros grupos do distrito também seriam convidados, assim como o Chefe Kaol, Comissário Regional, e os Administradores Regionais do Butantã e Pinheiros.

Terça-feira, dia 10 de Junho: Chegaram os móveis prometidos. A sede já estava com ares de sede.

Dia 14 de Junho, 15 horas e 30 minutos: Chefes Armando, Luiz Eduardo, Alberto e Zé foram entregar os convites. Receberam os convites os seguintes grupos: Tamoios, Paineiras, Casper Libero e a região da Zona Oeste.

Dia 16 de Junho: foram comprados 12 metros de pano, fitas, linha, etc e, na residência do Chefe Armando, teve inicio a confecção dos primeiros lenços.

O convite para o Chefe Kaol foi entregue pelo Chefe Armando, que aproveitou a ida à UEB, para comprar alguns materiais que seriam usados nos uniformes.

turma-de-escoteiros-raposo-tavares

Foi também entregue o convite para o Dr. Bataglini.

Quarta-feira, dia 18 de Junho: os Chefes Armando e Luiz Eduardo estiveram na sede para conversar com dois engenheiros da Prefeitura, Dr. João e Dr. Osvaldo, que se prontificaram a nos ajudar depois de verificarem no prédio o que faltava.

A fé e a força de vontade de todo o pessoal tocava o barco para a frente.

O dia esperado estava chegando.

Sexta-feira, dia 20 de Junho, 21 horas: os Chefes Alberto, Luiz Eduardo e Zé dormiram na sede pois tinham que começar a preparar o acampamento demonstrativo para o dia seguinte. Os Chefes Armando, Sérgio e o Sênior Marcos foram ajudar até uma determinada hora.

Sábado, dia 21 de Junho de 1980.

7 horas: O trabalho foi reiniciado. Acabaram de montar a mesa e montaram algumas barracas.

11 horas e 30 minutos: chegaram o Sênior Marcos, o Escoteiro Kleber, o Escoteiro Paulo Enrique, o Lobinho Luiz Otávio e o Chefe João Batista.

14 horas e 30 minutos: começaram a chegar alguns ex-escoteiros do Grupo Escoteiro Baden Powel (que havia sido fechado) e que fizeram inscrição no nosso Grupo. Chegaram também membros da Comissão Executiva.

Garoava e fazia muito frio.

15 horas e30 minutos: Era a hora marcada no convite para a inauguração, mas somente o Chefe do Grupo Tamoios havia chegado para representar o seu grupo.

Pelos convites entregues, eram esperadas umas 160 pessoas e estavam presentes.

16 horas e 15 minutos: foi formada a ferradura em torno da Bandeira Nacional, hasteada desde as 8 horas da manhã, e a cerimônia iniciada.

Feita a promessa do Lobinho Luiz Otavio, foi entregue aos Escoteiros Kleber e Kodnei a ao Lobinho Kledison a estrela de atividade, pois já praticavam o Escotismo já algum tempo.

Após o arreamento, cantaram todos os presentes a Canção da Despedida e foi servido um lanche na sede.

18 horas: todos os convidados já haviam se retirado, tendo permanecido somente a chefia.

Finalmente, após muito trabalho (ainda faltava muita coisa para arrumar) estava fundado o GRUPO ESCOTEIRO RAPOSO TAVARES, era o dia 21 de junho de 1980

Horário de Funcionamento Grupo de Escoteiro Raposo Tavares no Butantã

  • Sábado das 14h00 às 17h30

Endereço e Telefone Grupo Escoteiro Raposo Tavares 254 SP no Butantã

  • Rua Pedro Peccinini, 88 – Instituto de Previdência, São Paulo – SP
  • Telefone: (11) 98962-4928

Outras informações e site

Mapa de localização





Deixe seu comentário