Butantã: acúmulo de lixo suspende aulas para 10 mil na USP

A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, no bairro Butantã, suspendeu as aulas da tarde e da noite de ontem por conta do acúmulo de lixo na unidade, que é uma das maiores da universidade, com cerca de 10 mil alunos de graduação.

A limpeza não é feita no prédio da FFLCH desde sexta-feira, porque funcionários terceirizados da limpeza fazem greve por não receberem salários.

Em nota, a faculdade justificou a suspensão “tendo em vista as precaríssimas condições de limpeza, que comprometem a garantia da qualidade de higiene”. A USP não informou se as aulas serão normalizadas hoje.



Os grevistas trabalham para a empresa União, que, segundo a reitoria da USP, possui dívidas que impediam que ela recebesse o repasse de recursos para o pagamento dos salários.

A USP informou que ontem conseguiu, judicialmente, repassar à empresa a verba referente aos salários, o que pode normalizar a situação. O pagamento aos funcionários, porém, deve demorar alguns dias. A reportagem não conseguiu contato com a União.

Fonte: Agora São Paulo



Deixe seu comentário