Parques do Butantã fazem coleta de lixo eletrônico

Avanço de tecnologias, objetos eletrônicos cada vez mais descartáveis, aceleração do consumo e maior poder de compra na sociedade. Fatores que se analisados em conjunto, esbarram em outras questões ligadas à degradação do solo e do meio ambiente, além de problemas relacionados à saturação de espaço para armazenamento, menor capacidade para reciclagem, entre outros agravantes conseqüentes, neste caso, do descarte inconsciente de componentes eletrônicos.



A fim de contornar problemas já existentes e evitar outros danos causados pelo descarte incorreto do lixo eletrônico, o Parque da Previdência (Rua Pedro Peccinini, 88, Guia Butantã) e Parque Luiz Carlos Prestes (Rua João Della Manna, 665, Rolinópolis) iniciaram no mês de junho a coleta de eletroeletrônicos. Em parceria com a Coopermiti – Cooperativa que recupera e trata resíduos sólidos eletroeletrônicos, de forma ambientalmente correta – os parques abrem espaço para o recolhimento de equipamentos movidos à energia elétrica, independentemente das condições de uso.

Materiais como baterias ou pilhas podem ser levados aos parques e serão recolhidos pela Coopermiti que se responsabiliza pelo destino do lixo eletrônico (e-lixo), de forma que não agrida ao meio ambiente.

Fonte: Prefeitura de São Paulo






Deixe seu comentário