Prestação de contas da Subprefeitura do Butantã

A Subprefeitura Butantã apresentou na última quinta-feira (21) prestação de contas relativa ao período de 2005 a 2007. O prefeito Gilberto Kassab, autoridades e lideranças comunitárias assistiram ao evento realizado na Zona Oeste da Cidade. O subprefeito Maurício de Oliveira Pinterich falou que foram feitas reformas em 51 escolas da região, eliminando todas as 19 salas de lata da área do Butantã. No setor da saúde, ele fala que 15 equipamentos foram reformados, sendo que três deles receberam novas AMAs (Assitências Médicas Ambulatoriais).

Subprefeito Maurício de Oliveira Pinterich e Prefeito Gilberto KassabO subprefeito destacou as obras no córrego Pirajussara, que terá a calha rebaixada para minimizar as enchentes na região. Os serviços incluem também o recapeamento da avenida Eliseu de Almeida, que acompanha o leio do córrego, além da construção de ciclovia em sua extensão. A administração municipal irá construir a Ciclovia Butantã, com 15 quilômetros de comprimento, a maior da Cidade, com sinalização especial para dar segurança aos ciclistas. A Subprefeitura do Butantã toca, no momento, 81 obras.

“Faço uma avaliação positiva das ações. O dinheiro público está sendo bem investido, bem aplicado”, afirmou Kassab. Em 2008 serão executadas mais 50 obras na região. A Subprefeitura do Butantã atingiu o primeiro lugar entre todas as Subprefeituras no número de solicitações recebidas e atendidas em sua praça de atendimento. Foram 72 mil recebidas, e mais de 60 mil atendidas. As principais solicitações foram tapa-buraco, serviços de jardinagem, serviços de lixo/limpeza/entulho, limpeza de bueiros e galerias de águas pluviais, vistoria de fiscalização e captura de animais.



Neste ano, relatam que 29 escolas municipais serão reformadas, sendo que 23 já iniciaram as obras. Além disso, será construído o CEU (Centro Educacional Unificado) Uirapuru. Ficará localizado no distrito de Raposo Tavares, que também receberá escola profissionalizante, mini centro-olímpico e o parque linear do Jaguarezinho.


Para garantir a segurança de grande parte dos moradores do Jardim Colombo, foi construído um muro de arrimo e estão em construção 56 moradias populares. Foi construída uma escadaria de acesso no local, com mais de 100 metros. O Jardim Colombo e a área da favela de Paraisópolis irão receber obras de urbanização, com redes de água e esgoto, drenagem, pavimentação, calçadas, iluminação e arborização de áreas de lazer.

Nos serviços de pavimentação, 20 ruas e avenidas receberam asfalto novo, numa extensão de 3 quilômetros, e outras 22 passaram por recapeamento asfáltico, num total de 43 quilômetros lineares.

O programa Córrego Limpo de despoluição de cursos de água irá contemplar sete córregos no Butantã. São os seguintes: Caxingui, José Araujo Ribeiro, Antonico, Corveta-Camacuã, Itapaiúna, Sapé e Água Podre, com mais de 13 mil quilômetros quadrados. A Prefeitura também pôs em funcionamento um Ecoponto no Jardim Maria do Carmo. Serve para o descarte de resíduos de construção civil, restos de podas de árvores, móveis velhos e materiais inservíveis.

Em 2006 e 2007 foram implantadas e revitalizadas 18 praças na região. Desde 2005, foram plantadas 4.196 árvores e realizados 15.039 serviços de poda e remoção. A primeira etapa de construção do parque linear do Sapé já foi concluída. A segunda está em andamento e tem verba prevista de R$ 2,3 milhões.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura da Cidade de São Paulo





Deixe seu comentário