Casa do Grito

A casa foi  vinculada à cena do “grito” de D. Pedro I pela independência do Brasil em 1822, data de 1884 o documento mais antigo sobre a sua origem.

Desta forma, não é possível precisar o ano de sua construção e, consequentemente, comprovar a sua existência na época deste fato histórico.

Foi originalmente construída em pau-a-pique, com vigas horizontais amarradas entre si por cipó, dando origem a um grande painel transfurado que, após ter os vãos preenchidos com barro, transformava-se em parede.

casa-do-grito-no-butanta


Sobre Casa do Grito no Butantã

A casa guarda, entretanto, vestígios de diversas reformas realizadas por seus sucessivos moradores, revelados nos diferentes materiais de construção a ela incorporados, como tijolos e até mesmo uma pequena intervenção em concreto.

Desapropriada em 1936, A Casa do Grito no Butantã permaneceu semi-abandonada até 1955, quando foi realizada uma restauração fantasiosa que procurava aproximá-la à casa representada na tela “O Brado do Ipiranga” de autoria de Pedro Américo, que se encontra no Salão Nobre do Museu Paulista (Museu do Ipiranga), a ponto de lhe ser aplicada uma falsa janela em uma de suas paredes, a fim de torná-la o mais fiel possível à representação do pintor.

Foi nessa ocasião que o imóvel passou a ser conhecido como “Casa do Grito”. Finalmente, em 1981, a casa foi submetida a pesquisas arqueológicas e a obras de restauro que procuraram corrigir os excessos das intervenções anteriormente realizadas.



Tombado em 1975 pelo CONDEPHAAT, este imóvel integra o acervo de Casas Históricas sob a responsabilidade do Departamento do Patrimônio Histórico.

História Rua do Grito no Butantã

A Rua do Grito lembra o ponto culminante da independência acontecido na tarde de 7 de setembro de 1822 à margem do Riacho Ipiranga.

O Príncipe D.Pedro I, depois de receber notícias desagradáveis de Portugal, optou por declarar o Brasil livre de sua terra natal com o famoso grito “Independência ou Morte”, que passou a fazer parte da história do Brasil e consta da letra do Hino Nacional “

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas, de um povo heróico, o brado retumbante”.

Essa rua começa nas Juntas Provisórias em direção à área conhecida como “Alto do Ipiranga”, terminando na Bom Pastor.

É mais uma via residencial do que comercial com suas 14 quadras. Conforme a planta do loteamento do bairro, seu nome era “Rua 25” e passou a ter o nome atual em 18 de agosto de 1914, quando um ato do então prefeito Washington Luis batizou 36 vias, com referências à libertação do País.

Visitação Casa do Grito Butantã

A Casa do Grito se localiza no interior do Parque da Independência, no Ipiranga e abriga exposições diversas com temas relacionados à cidade de São Paulo. A visitação pública é permitida de terça a domingo, das 9:00 às 17:00 horas.

Horário de Funcionamento Casa do Grito no Butantã

  • Terça a Domingo: das 09h às 17h00

Endereço e Telefone Casa do Grito no Butantã

  • Praça do Monumento, s/n – Vila Monumento, São Paulo – SP
  • Telefone: (11) 2273-4981

Mapa de localização





Deixe seu comentário