Confira as sugestões do Butantã para o novo Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo

As preocupações com a mobilidade urbana e o meio-ambiente foram os destaques entre as sugestões apresentadas pela população do Butantã durante a Audiência Pública do Programa de Metas realizada no último dia 20 de abril, na Casa de Cultura do Butantã. A participação da população foi feita por meio de sugestões escritas, faladas (durante Audiência Pública), ofícios e por e-mails.

Dentre as quase 300 sugestões apresentadas, 52 tratavam de ciclovias (14), gestão de tráfego (6), sistema viário e ônibus (4 cada). Questões ligadas ao meio-ambiente e preservação de áreas verdes – o Butantã conta com mais de 1,5 milhão de metros quadrados de áreas verdes – receberam 28 sugestões com destaque para a implantação de novos parques lineares (8) e a preservação e ampliação de parques e outras áreas verdes (7).

Dentro da faixa que abrange mais de 80% das demandas da região encontram-se ainda questões ligadas ao próprio Programa de Metas (20 sugestões), saúde (20), esporte e lazer (17), zeladoria urbana (16), desenvolvimento urbano (12), participação popular (11), cultura (11), gestão (10), segurança alimentar (10) e educação (9).

Os outros temas abordados foram segurança publica (8 citações), moradia (8), questão das pessoas com deficiência (7), desenvolvimento econômico (6), resíduos sólidos (4),. Drogas, drenagem e idosos (3 cada), direitos humanos, descentralização, desenvolvimento social e juventude (2 cada item) e saneamento básico e mulheres (1 citação cada).




Audiências Públicas

Durante o mês de abril foram realizadas 35 audiências públicas: uma em cada subprefeitura, três no Sindicato dos Engenheiros que debateram cada eixo temático (Compromissos com os direitos sociais e civis; Desenvolvimento econômico sustentável com redução das desigualdades e Gestão descentralizada, participativa e transparente) e a última na Câmara Municipal. As mais de 6 mil pessoas que compareceram aos encontros tiveram a oportunidade de conhecer as metas propostas para cada região, debater e sugerir a inclusão de ações que beneficiam a população.

Foram enviadas quase 10 mil sugestões e, no total o destaque ficou por conta das questões da saúde pública, com 1.178 propostas, seguido de perto pela mobilidade urbana, com 1.041 propostas. Educação (844), moradia (729) e meio-ambiente (514) vêm a seguir.

Desde 2008, quando a Câmara Municipal aprovou a criação do Programa de Metas, fruto de mobilização popular, todo prefeito eleito tem a obrigação de apresentar em até 90 dias após sua posse um programa que descreva as prioridades de seu governo, explicitando as ações estratégicas, os indicadores e as metas quantitativas para cada um dos setores da administração municipal.

O Programa de Metas é, portanto, uma maneira de o governo selas compromissos com a população em torno das principais iniciativas que serão implementadas ao longo da gestão.

Fonte: Prefeitura de São Paulo





Deixe seu comentário