Butantã: acusado por morte na USP é preso

A Divisão de Capturas da Polícia Civil prendeu, às 21h30 de ontem, Irlan Graciano Santiago, 22 anos, acusado de participar do assassinato do estudante da USP (Universidade de São Paulo), Felipe Ramos Paiva, 24 anos. O universitário foi morto em 18 de maio, minutos depois de sacar dinheiro em um caixa eletrônico perto da FEA (Faculdade de Economia e Administração), onde fazia o curso de Ciências Atuariais.



Santiago havia se apresentado no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), acompanhado de advogado, no último dia 9. Porém, como compareceu espontaneamente, foi ouvido e dispensado. A liberação dele revoltou os pais de Paiva.

Segundo o investigador Marcelo, a polícia recebeu às 21h de ontem, o mandado de prisão contra Santiago, expedido pelo juiz Eduardo Pereira Santos Júnior, do Dipo (Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária).

Fonte: Folha.com



Deixe seu comentário