Butantã: Corifeu vive febre pré-metrô

Um fórum, novas agências bancárias e estabelecimentos comerciais, valorização imobiliária e, de quebra, um trânsito cada vez mais infernal. Estes são itens que sinalizam as transformações pelas quais a Avenida Corifeu de Azevedo Marques, no Butantã, vem passando desde que foi anunciada uma estação do metrô na vizinhança, a Butantã (Linha 4- Amarela), a ser inaugurada amanhã. Assim como ela, também o Fórum Regional do Butantã, cuja inauguração está programada para ocorrer em um ou dois meses, fez a sua parte pelo bairro.

Rodrigo Corner Caetano, 28 anos, é corretor de imóveis e morador das imediações. Ele acredita que quem investiu em imóveis para fins comerciais na Vital Brasil, avenida que é praticamente uma continuação da Corifeu e onde está localizada a estação do Metrô, ganhou muito. “Nos últimos anos, os imóveis nessa região valorizaram seguramente mais de 100%”, avaliou. “Mas é verdade também que o asfalto continua péssimo e o trânsito piorou”, disse.



A opinião é compartilhada pelo contador Célio Sales Dias, de 30 anos. “Em termos comerciais, a região deu uma guinada, mas o trânsito piorou muito”, disse. Por outro lado, diz, a chegada da estação facilitará a vida de quem trabalha em outros bairros da cidade.

Agências bancárias do Itaú, da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Santander foram inauguradas nos últimos anos na Corifeu, lembrou Newton Tadeu de Andrade, 53 anos. “Há cinco anos isso era uma região morta.” Proprietário de um posto de combustível na avenida, ele acredita que o Metrô melhorará os congestionamentos, embora possa, também, afetar o movimento no seu estabelecimento. “As pessoas deixarão os automóveis em casa.”

Fonte: Diário de S. Paulo



Deixe seu comentário