Demora em obras de córrego revolta moradores Butantã

A canalização do córrego sob a Avenida Ministro Laudo Ferreira Camargo, no Jardim Peri Peri, no Butantã, na Zona Oeste de SP, está em ritmo lento. A população local reclama da demora e dos problemas que a obra está causando na região. A Siurb (Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana), responsável pelo serviço, garante que a entrega das obras está prevista para dezembro.

De acordo com moradores e pedestres, com o início das obras, o trânsito ficou um caos, principalmente no cruzamento entre a Avenida Ministro Laudo Ferreira Camargo, principal via de acesso à Rodovia Raposo Tavares, e a Rua Salvador Risoleu. Parte da faixa ficou obstruída. Tubos foram deixados no local e ainda não foram instalados.

Marcio Felinto Correia, de 38 anos,  passa pela avenida diariamente, por ser via de acesso à Raposo. “Tornou-se insuportável circular por aqui, principalmente em horário de pico”, garante o motorista. Ele afirma gastar cerca de duas horas para acessar a rodovia.



José Augusto Marçal, de 40 anos, é proprietário de um restaurante que fica bem em frente do trecho da obra. De acordo com ele, o mau cheiro vindo das galerias abertas do córrego causou a diminuição de sua clientela. “A gente aceita numa boa, pois sabe que as obras são para melhorar a cidade, mas o atraso está me custando caro. A minha clientela reduziu em 50% no horário de almoço”, afirma.

As pessoas se obrigam a circular entre as obras que estão abertas bem em cima da faixa de pedestres. “Apesar de não andar muito por aqui, é bem complicado ficar desviando de entulho e funcionários de obras. Do contrário, temos de transitar pela rua e correr risco de ser atropelado”, reclama o terapeuta Ronaldo Pires Kaltner, de 23 anos.

Fonte: Diário de S. Paulo



Deixe seu comentário