Falsos policiais roubam 108 armas de empresa de escolta no Butantã

Passando-se por policiais federais, cinco ladrões invadiram uma empresa de segurança privada no bairro Butantã, zona oeste de SP, ontem, e roubaram um verdadeiro arsenal.

A International Security Vigilância Ltda. informou à polícia que perdeu 108 armas: 45 escopetas calibre 12, 56 revólveres calibre 38, 7 pistolas.380, 3.200 munições e 12 coletes à prova de bala.

O roubo de armas foi um dos maiores registrados neste ano no Estado. A polícia suspeita da ação de ladrões ligados ao crime organizado.

Em roubos dessa proporção, normalmente, as armas são repassadas a facções criminosas –caso do roubo de 2009 de 119 armas em Ribeirão Pires, que foram para as mãos de bandidos do Rio.


Mas a polícia não descarta a possibilidade de os ladrões as venderem no varejo.



Para invadir a empresa, os criminosos disseram simularam a entrega de um envelope.

Quando o portão foi aberto por um dos três funcionários que estavam na empresa, os ladrões entraram. Os ladrões renderam os três, que foram ameaçados e agredidos com socos, tapas, pontapés e coronhadas.

Alguns pontos chamaram a atenção da polícia: os ladrões diziam que quem tinha passado informações sobre a empresa eram policiais; o nome de um ex-coordenador de segurança, demitido em junho, era citado o tempo todo; eles falaram que, como a empresa não pagava funcionários, merecia ser roubada.

Segundo a Confederação Nacional dos Vigilantes, a International Security não renovou sua licença de funcionamento neste ano junto à Polícia Federal.

Os donos da empresa não foram localizados ontem. Ela atua com escolta armada e tem dois clientes.

Fonte: Agora São Paulo





Deixe seu comentário