Praças se transformam em academias ao ar livre no Butantã

Para incentivar a prática de exercícios em ambiente diferente das academias tradicionais, a Subprefeitura do Butantã instalou equipamentos de ginástica em dez praças da região. Em cada um dos cinco distritos – Morumbi, Butantã, Vila Sônia, Rio Pequeno e Raposo Tavares -, há duas praças com os aparelhos de baixo impacto. A ideia é estimular a interação entre os freqüentadores e atrair pessoas de diferentes faixas etárias em torno do bem-estar e da qualidade de vida.

Além dos equipamentos, as áreas verdes passam a contar com dois monitores para acompanhamento dos visitantes, aos sábados e domingos, das 8h às 12h. Selecionados pelo Programa Ofício Social da Secretaria Municipal de Participação e Parceria, os orientadores são estudantes de educação física ou de áreas ligadas à disciplina. Os jovens são responsáveis pela explicação detalhada da utilidade de cada aparelho – que não tem peso e trabalha apenas com a força do corpo de quem realiza o exercício. Estarão à vontade, também, para ministrar atividades no local, como oficinas culturais e aulas de ioga.



A exemplo dos equipamentos instalados em Pequim há dois anos, as peças em funcionamento simulam movimentos de cavalgada, caminhada, esqui, surfe e barco a remo. Há, ainda, diversos tipos de aparelho para alongamento. Todos são indicados para adultos de qualquer idade, porque garantem o fortalecimento e a flexibilidade dos músculos.

A prática de exercícios a céu aberto pode ser realizada nas praças Elis Regina e João Castellano (Butantã); Renato Checcia e Vinícius de Moraes (Morumbi); Carlos Leitão e Major Carlson (Raposo Tavares); Desembargador Paulo Filho e Zaphira Leite (Rio Pequeno), e José Ória e Miguel Torga (Vila Sônia).

Fonte: Prefeitura de São Paulo



Deixe seu comentário