Biblioteca do Butantã esclarece o novo acordo ortográfico

Ao pegar uma edição antiga de um livro qualquer, somos surpreendidos com a grafia de algumas palavras, principalmente no caso de obras anteriores à década de 1970. Se no próprio Brasil a língua portuguesa sofreu mudanças, do outro lado do Atlântico não foi diferente.

Recentemente, o Novo Acordo Ortográfico entrou em vigor, uniformizando a escrita de palavras da nossa língua. No Brasil, estima-se que cerca de duas mil delas sofreram alterações, o que representa algo em torno de 0,5% do total. Mesmo assim, as mudanças – como, por exemplo, o trema, que deixa de existir– impactam no dia a dia das pessoas, nos exames vestibulares e, principalmente, na leitura e escrita de obras literárias.

Para entender melhor as mudanças que entraram em vigor em 2009 e que se tornarão obrigatórias em 2013, seis bibliotecas públicas realizam palestras com o professor João Jonas Veiga Sobral. No segundo semestre, outras unidades receberão essa atividade.

Não é a primeira vez que os países que adotam o português como língua oficial se reúnem para propor uma ortografia única. Em 1943, foi redigido o Formulário Ortográfico, primeira tentativa formal de uniformização entre Brasil e Portugal. Mas foi em 1971 que a convergência passou a ser mais evidente, quando uma nova reforma ortográfica eliminou 70% da acentuação que causava divergência. A discussão em torno desta última mudança começou em 1986 e mais países foram incluídos na conversa. Brasil, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Portugal já estão em fase de adaptação às novas regras. Já Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor Leste aguardam aprovação do governo.




A adesão brasileira aconteceu em 29 de setembro de 2008, na sede da Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro. A data escolhida foi uma homenagem ao escritor brasileiro Machado de Assis, que celebraria seu centenário.

Serviço

Dia 14, 15h

Biblioteca Pública Camila Cerqueira César

Rua Waldemar Sanches, 41, Butantã

Tel. 3731-5210

Dia 17, 15h

Biblioteca Pública Amadeu Amaral

Rua José Clóvis Castro, s/nº, Saúde

Tel. 5061-3320

Dia 18, 15h

Biblioteca Pública Sérgio Buarque de Holanda

Rua Augusto Carlos Baumman, 564, Itaquera

Tel. 2205-7406

Dia 19, 13h

Biblioteca Pública Nuto Sant’Anna

Praça Tenório Aguiar, 32, Santana

Tel. 2973-0072

Dia 25, 15h

Biblioteca Pública Malba Tahan

Rua Brás Pires Meira, 100, Socorro

Tel. 5523-4556

Dia 26, 13h

Biblioteca Pública Castro Alves

Rua Abrahão Mussa, s/nº, Sacomã

Tel. 2946-4562

Fonte: Prefeitura de São Paulo





Deixe seu comentário